Site Meter

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Terraços na Terra, socalcos da terra

por desvela, em 14.09.13
Quando vemos uma paisagem como esta,
ou como esta,
ou até como esta,
não é completamente claro para o português mais desprevenido se está ou não a ver socalcos da sua terra.
Tratam-se porém de terraços em vários pontos da Terra: 
A primeira imagem é das Filipinas (Banaue), a segunda do Vietname (Sa Pa), e a terceira do Perú (Pisac).
Estas estruturas são antigas, não resultam de importação colonizadora... já havia tradição milenar nesses pontos do globo, antes do período colonizador. Agora, é inevitável olhar para as semelhanças com a paisagem do Douro (e não só...):

Este tipo de construções agrícolas em socalcos, que abundam em Portugal, encontram-se espalhadas pelo globo... mas não em todo o globo, e não com o mesmo propósito.
Nos casos asiáticos (China, Nepal, India, Vietname, Japão, Indonésia, Filipinas, ...) serviam essencialmente a cultura de arroz, nos casos americanos (Perú, Colômbia, ...) serviam a cultura do milho, e no caso português são especialmente conhecidas para a cultura do vinho. Na Europa não será exclusivo português, pode ser encontrado em Itália (Cinque Terre), na Catalunha, e noutras costas e ilhas do Mediterrâneo, bem como na ilhas da Madeira ou Canárias... Bom, e até existe no Havai:

A construção de estruturas deste tipo não é propriamente um empreendimento privado familiar. Envolve técnica, organização e muita mão-de-obra. O facto de serem uma solução conhecida, para nós muito vulgar e generalizada, não deve tomar tal estrutura como uma ideia que ocorreria "sem mais" e que se popularizaria por toda a parte em que houvesse terrenos acidentados. Há muitos locais com terrenos acidentados em que estas estruturas não apareceram, e quando aparecem a largura e altura dos socalcos pode ser bastante semelhante, talvez uma maior excepção ao formato uniformizado seja mais notória na China:

Uma bela colecção de fotografias de terraços de arroz pode ser encontrada neste link:
http://www.lovethesepics.com/2011/02/17-tremendous-terraced-rice-fields/

Enquanto suportadas por grandes construções de pedra talvez sejam mais notáveis os terraços de Ollamtaytambo no Peru (que não deixam de nos fazer lembrar os Degraus da Maia nos Açores):
 
Terraços de Ollamtaytambo e estruturas de armazenamento.

É interessante que este aspecto megalítico presente em Ollamtaytambo, nomeadamente através dos colossais seis megalitos, ou em Saqsaywaman (nomeadamente a pegada do jaguar), apareça também numa forma muito simplificada na Villa de Leyva (Colombia) 
 
Muralhas em Saqsaywaman (Cuzco, Peru)
e cromeleche de El_Infiernito (Villa de Leyva, Colombia)

Apesar das pedras serem mais trabalhados, e podendo fazer parte de uma estrutura mais complexa, entretanto desaparecida, este cromeleche e os menires da Villa de Leyva (que se liga ao povo Muisca) não deixam de poder ser considerados semelhantes à concepção dos monumentos megalíticos europeus.

Portanto, podemos considerar a hipótese de coincidência no caso dos terraços, mas será ainda mais natural considerar que haveria um ponto cultural comum que transmitiu o mesmo tipo de concepção para a construção agrícola. A essa coincidência acrescem várias outras, nomeadamente este aspecto dos menires e cromeleches na América do Sul. 
Isoladamente cada uma das coincidências pode ser considerada natural, mas a acumulação de acasos raramente é um simples acaso. A distribuição geográfica é suficientemente estranha para se poder relacionar com uma única civilização, de tal forma é o seu carácter global. A avançarmos alguma hipótese remeteria para influências de uma grande civilização marítima que se estenderia com contactos em todo o mundo.

Depois, cada terraço tem as suas particularidades, e terminamos com o belo cenário dos Terraços de Moray (Cuzco, Peru):

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:48


2 comentários

De Anónimo a 04.10.2013 às 01:24

Caro Da Maia

É impressão minha, ou o Terraço de Moray tinha outra finalidade?!

Abraço

Maria da Fonte

De da Maia a 04.10.2013 às 03:39

Também acho, Maria da Fonte.
O terraço de Moray poderia ser bem um auditório para uma assembleia de cidadãos, teatro, ou cerimonial...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D