Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Índia foi um topónimo grego relativo à região do rio Indo, até porque em sânscrito a palavra para rio era "sindo", e portanto, era praticamente a mesma (ainda hoje usada na região).
Do grego, é suposto ter passado igualmente ao latim.

Por outro lado, "indicar" tem no latim a forma "indicare" que resulta da concatentação do prefixo "in" com "dicare", que é uma forma de dizer, ditar, proclamar. Talvez devesse ser escrito em português como "inditar", e ganhou outra forma em "indigitar". Em "indigitar" vemos a raiz no digitar, no "dígito", significando "dedo". Ora, quem aponta usa a ponta do dedo "indicador".

De forma aparentemente ocasional, vemos como desde os tempos romanos havia na linguagem uma indicação que remetia a indicar o oceano Índico, ou indo para o rio Indo, a Índia de outrora, hoje Paquistão.

Noutro ponto, a ponta em apontar apontava provavelmente para Ponto, o mar, que tanto serviu como divindade marítima, precedente a Poseidon, primeiro referindo o Mediterrâneo, e especialmente o Mar Negro (Pontus Euxinus)... onde na costa norte da Turquia, se definiu o Reino do Ponto. Foi nessa direcção que partiu Jasão com os seus Argonautas, numa pretensa viagem à Pontica Cólquida que seria mais famosa na Antiguidade, quanto foi a viagem de Gama no estabelecimento da ligação à Índia, e depois a todo o Oriente.

Rosa dos ventos em Reinel -  flor de lis azul para
Norte e uma cruz apontada para Oriente (Jerusalém).
Quanto à palavra "orientar", dá a indicação do Oriente como direcção a tomar. A razão para essa orientação tem explicação numa razão de construção -  as igrejas deveriam estar dirigidas ao oriente, ao nascer do Sol, à direcção da alvorada, da aurora (assunto que já abordámos).

Neste aspecto, mistura-se com essa indicação de oriente com uma cruz nas rosas-dos-ventos, por referência a Jerusalém, indicação que passou a ser apresentada nos mapas, a partir do Séc. XVI, por directiva papal.

Oriente resulta do nominativo latino "Oriens", palavra associada a "origem", a "nascente", pelo nascimento do sol. Mas a partícula "ori" é similar a "auri", tal como em "aurora", sugerindo o elemento "ouro", do dourado brilhante das alvoradas. É natural que originalmente "hora" se referisse a essa "aura" matinal, e só depois fosse optado como medida do tempo, por divisão do dia. Fazendo notar que "aura" enquanto "ao Rá", reportaria directamente ao nome egípcio para o Sol.
Especulamos assim que, como nome mais adequado, seria "auriente".

Independentemente das razões, propositadas ou ocasionais, não deixa de ser curioso que na história nacional o verbo "indicar" indicasse o Índico, e que a orientação marítima fosse o Oriente. As palavras têm mais ligação latina, já que "nascente"/"poente" seriam palavras mais comuns, tal como "apontar" versus "indicar". Existindo já em tempo romano, essa vocação de direcção oriental estaria já estabelecida na Antiguidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:36


2 comentários

De Alvor-Silves a 31.01.2018 às 04:29

Muito interessante, esse esculpir de pegadas gigantes... há também a tradição de se considerar a "Pegada de Adão" no templo de Kerala, no Ceilão, mas estas são mais próximas do que é esperado.
Não conhecia esse registo, e parece-me singular dentro daquilo que se conhece na Antiguidade. É ainda curiosa a figura do Leão, porque é uma escultura com traços orientais... os leões seriam representados de forma bastante distinta, no ocidente, no médio-oriente e no oriente!

Quanto à devastação dos bombardeamentos... só saberemos bem o que restou, depois de todo o conflito terminar, mas é claro que nestas alturas os registos arqueológicos são a menor das preocupações para o pragmatismo militar.

Obrigado pelo comentário, José Manuel.
Abraços.

Comentar post



Alojamento principal

alvor-silves.blogspot.com

calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D