Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Em termos de auto-proclamadas independências e dependências, o novo mapa ibérico passou a ser:

Não é todos os dias que se pretende alterar o mapa ibérico, e a data foi escolhida nos números.

Sim, Espanha não reconhece a soberania inglesa sobre Gibraltar, nem reconhece a independência catalã. Desde hoje, Espanha perderia a fronteira com Andorra... e perderia mais o sentido do nome Espanha, que resultou da união entre os reinos de Castela e Aragão. O nome Espanha é directa importação do romano Hispania, um nome que via a Península Ibérica como um território íntegro e uno, conforme Filipe II, III e IV, nos apresentaram durante 60 anos.
O Presidente de Portugal, quando defende o respeito pela unidade de Espanha, apresenta uma engraçada ironia em si mesmo, já que Portugal se define justamente como território em oposição à unidade de Espanha, enquanto herdeira da unidade da Hispania romana.

Madrid irá aplicar o agora famoso artigo 155 da constituição espanhola a uma região autónoma, que já não existe... pois internamente passou a existir uma República da Catalunha, onde Filipe VI não é rei. Madrid pretende organizar eleições regionais na Catalunha, mas provavelmente o governo catalão irá organizar novas eleições para eleger o presidente da República da Catalunha, que interinamente será Puigdemont.
A legalidade espanhola não é aplicável a outro estado, e a Catalunha passará a usar as suas leis internas, ignorando as leis espanholas, tal como Portugal, ou qualquer outro estado independente, o faz. Em breve irá apresentar a constituição catalã a votação popular.

Rajoy arrisca fazer o papel de Gorbachov, ou pior... se usar força, de Milosevic, quando Belgrado foi lutando contra a dissolução da Jugoslávia em diversos estados independentes, levando a uma guerra balcânica bastante sangrenta.
Na altura, também os países externos avançaram cuidadosamente no reconhecimento de governos e independências, porque anteviam sérios problemas, que vieram a manifestar-se em guerras, muito em particular porque a comunidade internacional demorou a definir posições definitivas unânimes. Também em cada um desses novos países existia uma forte comunidade de origem externa - no caso dos países bálticos, uma forte comunidade russa, que estava contra a independência... mas aí, visando a fragilidade de Moscovo, não houve hesitação em apoiar Lituânia, Letónia ou Estónia.

O que parece inevitável é que a única solução para Madrid evitar Barcelona como uma capital independente, serão prisões, com o uso de força policial ou militar... já que não se antevê mudança no resultado, se houvessem novas eleições regionais, ainda para mais, impostas por Espanha.
A manutenção da situação anterior, que tem tantos defensores, inclusive todos os governos do mundo, deixa forçosamente na gaveta todas as auto-determinações dos povos, mesmo que tenham língua ou cultura diferente, e uma motivação histórica bem identificada, com diversas tentativas de independência. Para Guterres, que tanto perorou pela auto-determinação de Timor-Leste, será uma experiência interessante, enquanto secretário-geral da ONU.

Aguardemos agora, para vermos como Madrid pretenderá impôr a sua legalidade em território alheio, para vermos se o F. C. Barcelona continua a jogar na Copa del Rey, para vermos se Barcelona começa a estabelecer os órgãos de soberania próprios, que começam em nova legislação, nova polícia, nova economia financeira, com ou sem Euro, etc... os tempos afiguram-se complicados, não apenas em Barcelona e Madrid, mas também em Bruxelas, enquanto Londres sai da derrocada da UE, que se pode avizinhar em consequência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:48



Alojamento principal

alvor-silves.blogspot.com

calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D