Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Sal-Gema & Ossa

26.02.20
Perto de Loulé há uma mina de sal-gema agora aberta à visita turística:

Mina de sal-gema de Loulé é nova atração turística do Algarve (Barlavento, Outubro 2019)

A mina com 50 anos, atinge os 230 metros de profundidade, está abaixo do nível do mar, sendo ainda mais estranho ter 45 Km de extensão de túneis. Normalmente não são associadas coisas desta dimensão a Portugal, e muito menos com o intuito de ir buscar sal-gema. Pela minha parte, conhecia bem o caso de Rio Maior, mas desconhecia este jazigo em Loulé.

De entre as fotografias agora reveladas, apareceu a seguinte escultura de mãe e filho:
Escultura em alto-relevo num corredor da mina (ANIET)

Terá que pensar-se que ao longo destes 50 anos algum mineiro, mais artístico, terá acabado por sinalizar na rocha escavada uma imagem a que depois terá dado a forma vista. Não é uma forma muito perfeita, nem imperfeita, mas não seria o resultado expectável numa mina de sal-gema.
Não sei mais sobre o assunto, simplesmente achei curioso.

Achei curioso, porque quando se exploram minas, poderá acontecer sempre aparecer um desenho ou uma escultura que já lá estava, mas que por força do contexto, foi certamente divertimento posterior.
Veja-se por exemplo, o caso de Maastricht, de que já falámos.
Neste caso, nem sequer há direito a dúvidas, porque todos os túneis serão artificiais e recentes, mas o mesmo já não se poderá dizer de situações mais ambíguas...

Vénus e Cúpido foram sempre imagens emblemáticas da antiga mitologia nacional, e como não parece que as figuras tenham sido cobertas com roupa puritana, será de excluir a vertente católica do menino e madona.

Lembra-me este assunto a descrição na Crónica dos Eremitas da Serra de Ossa, onde Frei Henrique de Santo António fala da grande quantidade de cavernas desse local, que estaria na origem dos anacoretas primordiais.
(...) refugiando-se como em castelo seguro, e fortaleza inexpugnável, nas brenhas, e grutas da Serra de Ossa; cuja suposição é verdadeira, e igualmente recebida dos Historiadores, e muito conforme às notícias dos nossos cartórios e às verdades das nossas tradições.
Refere ainda a possibilidade de aí se ter refugiado Viriato...
(...) onde não há monte, nem serra, em que se possa esconder, nem fortificar uma companhia de soldados, quanto mais um tão numeroso exército, como trazia Viriato, com que pelejou, e venceu todo o poder dos Romanos, que governava Plaucio, sendo a Serra de Ossa em tudo acomodada ao intento, e onde se divisam ainda hoje os alojamentos, que fez Viriato no monte de S. Gens, e aparecem os vestígios, que são tão grandes, e capazes, que dentro deles se podia alojar um exército de mais de quarenta mil homens, com toda a sua bagagem
Mas, talvez mais característico, seja o relato da destruição arqueológica:
(...) e fraldas desta serra, cujos sítios conservam ainda hoje os nomes das ditas Antas. Dentro da cerca do nosso Convento da Serra esteve um, que eu ainda alcancei, tão grande, que o Reitor, que era então do dito convento, mandou contra o meu voto derrubar para se aproveitar muita da pedra, que tinha, ficando aí de presente a cova, donde se tiraram as pedras, e juntamente sinal das cinzas, e carvões de fogo, com que se faziam os sacrifícios; e da outra, que estava fora da cerca, persevera uma porta da mesma cerca, que se chama a Porta da Anta.
E finalmente, ligando à questão de Vénus e Cupido:
De mais disto sabemos, que à vista do templo de Vénus estava num cerro alto fundado o templo de Cupido tão visitado, e venerado dos antigos Lusitanos, com o nome de Endovélico, que hoje se lê em algumas pedras daquele tempo; e consta, que  este templo de Cupido, que fundou Maarbal pelos anos 340 antes da vinda de Cristo, esteve no outeiro da Vila de Terena, que fica junto da Serra de Ossa, e à vista da Serra de S. Gens. O ídolo era de prata, tinha os olhos cerrados, um coração na boca e asas nos pés. (...) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:21


6 comentários

De Anónimo a 27.02.2020 às 12:06

Curiosíssimo e interessantíssimo.

Cumprimentos,
IRF

De da Maia a 28.02.2020 às 10:54

Obrigado.

De Anónimo a 28.02.2020 às 20:29

"Nós nunca saberemos o que os arqueólogos do futuro pensarão da nossa civilização quando eles tirarem o pó dessas placas daqui milhares de anos, mas podemos ter a esperança de que, assim como os sumérios, nós não seremos esquecidos"
https://www.bbc.com/portuguese/vert-fut-37971529

"A instalação de um hotel nas profundas galerias das minas de sal-gema em Loulé é um projecto que está a ser equacionado pelo grupo CUF - Químicos Industriais -, a empresa responsável pela exploração mineira daquele espaço. A proposta é proporcionar aos clientes a experiência de dormir num quarto 30 metros abaixo do nível do mar. Este e outros assuntos relacionados com o turismo na região vão estar em debate no programa Prós e Contras, a transmitir esta noite na RTP, em directo, a partir do interior da mina, com 120 convidados"
https://www.publico.pt/2009/06/22/jornal/cuf-projecta-hotel-para-minas-de-salgema-em-loule-311018
Veja a diferença...
Cumprimentos
José Manuel

De Alvor-Silves a 02.03.2020 às 05:53

Muito bem comparado.

Ainda que eu esteja convencido que há também quem use uma razoável rede de túneis para esconder outras coisas.
Não sei se já foi visitar as caves Aliança na Anadia, mas o Joe Berardo fez daquilo um museu aberto ao público, e tem galerias que não mais acabam.

Como já escrevi há uns anos:
https://alvor-silves.blogspot.com/2013/07/com-chas-2.html
estou em crer que as confrarias escondem muitas caves que não mostram.

No entanto, para o caso em concreto, essa diferença de atitude pública, é bastante significativa.
Obrigado.

De José Manuel a 07.03.2020 às 19:17

Das 3.600 espécies infecciosas de VÍRUS conhecidas 129 são patogénicas (causadores de doenças para o ser humano).

Há por aqui uma grande confusão… [no Facebook...] e falta de boa informação!

1998
na ilha Spitsbergen do arquipélago da Esvalbardia na Noruega foi feita a recolha do VÍRUS da gripe espanhola de 1918, pretendia-se saber com a tecnologia actual o que matou 65 milhões de pessoas, para prevenir outras pandemias e desenvolver tratamentos,

2001
Susan Scott e Christopher Duncan, Universidade de Liverpool, propuseram a teoria de que a pandemia da peste negra poderia ter sido causada por um VÍRUS semelhante ao ébola, e não uma bactéria. Foi confirmado em laboratório pela Elisabeth Carniel do Institut Pasteur que a bactéria Yersínia causadora da peste negra hospeda um vírus bacteriófago, os estudos actuais provam que a propagação da Peste Negra do século XIV foi feita pela Europa, África e Ásia por intermédio dum VÍRUS, que matou 50 milhões de pessoas,

2001
descobrem que cerca de 8% de nossa herança genética não é herdada dos nossos ancestrais, mas dum RETROVÍRUS,

2015
cientistas descobriram no planalto do Tibete em Guliya, China, 28 novos VÍRUS presos no gelo glacial desde há 15.000 anos,

OS VÍRUS PARASITAM BACTÉRIAS E PROPAGAM DOENÇAS MORTAIS, PANDEMIAS, negar a existência é suicídio!

LAVAR AS MÃOS PARA SE PROTEGER DOS VÍRUS É INSUFICIENTE, o que devia ser imposto nestes casos é quarentena obrigatória e a proibição total de se viajar por avião especialmente,

é evidente que numa sociedade virada para o lucro financeiro os VÍRUS não escapam aos especuladores Farmacêuticas e investidores de todo género,

das 3.600 espécies infecciosas de VÍRUS conhecidas 129 são patogénicas (causadores de doenças para o ser humano), dizer que “são simples gripe que se tratam com paracetamol” é manipulação de massas!

https://www.letemps.ch/societe/chasse-grippe-espagnole-un-cimetiere-arctique

De Alvor-Silves a 10.03.2020 às 03:43

Aquilo que me parece que se está a implantar é um efeito de isolamento, que não é apenas imposto, acabará por ser pedido pelas próprias pessoas.

Cumprimentos.

Comentar post



Alojamento principal

alvor-silves.blogspot.com

calendário

Fevereiro 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D